Testemunho de Carina Brandão

25 Mar

O meu nome é Carina Brandão, tenho 29 anos e nasci em Lisboa com uma deficiência neuromuscular congénita – Polineuropatia Muscular.

Ao longo da minha vida o facto de deslocar-me em cadeira de rodas nunca foi impeditivo para a realização de nenhum dos meus projetos, nem sonhos. 

Pratico natação desde os 10 anos e tornei-me nadadora federada e de competição a partir dos 15 anos de idade.Imagem5 Fiz parte da equipa federada do Sporting. A nível social esta actividade deu-me uma grande confiança e eu, que era retraída e solitária, passei a ser muito mais extrovertida. Uma mudança de temperamento que hoje se mantém, e, apesar de actualmente não praticar desporto de competição, continuo a nadar e a fazer treinos regulares, além de frequentar o ginásio. Já tive oportunidade de me envolver noutras experiências desportivas como o Surf Adaptado e o Mergulho Adaptado.

254208_10150277945567938_116060787937_9068914_1020040_n

Durante o período de maior competição, os estudos não foram descurados e, apesar de não ter muito tempo, a escola prosseguiu com relativa normalidade. A falta de rampas, a inexistência de portas mais largas para a cadeira de rodas entrar na sala de aula e, de casas de banho adaptadas, foram os maiores constrangimentos que enfrentei durante o período escolar. Mas garra não me faltou e hoje sou Psicóloga Social e das Organizações, pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa – Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL). Frequentei dois Estágios Profissionais pelo IEFP e, durante a minha formação académica frequentei alguns cursos e tive a oportunidade de me envolver em programas de voluntariado. Neste momento, apesar de estar desempregada, frequento o curso de Técnicas Administrativas no Centro de Formação e Reabilitação Profissional de Alcoitão, sou voluntária no Centro de Medicina e Reabilitação de Alcoitão, sócia da Associação Salvador e membro da Associação Portuguesa dos Doentes Neuromusculares.

247095_1977800929397_1374341063_32263639_806526_n

Nunca vi a minha deficiência como um obstáculo, mas sim como um desafio. Naturalmente tenho alguns momentos mais complicados, pois lidar com as barreiras arquitectónicas, físicas e psicológicas, não é um processo fácil. Tirei a carta de condução há alguns anos, e sou autónoma o suficiente nos meus afazeres diários e profissionais. Entristece-me, por vezes, a falta de sensibilidade das pessoas que ocupam os lugares reservados a pessoas com deficiência ou que estacionam em cima dos passeios e, a ausência de infra-estruturas acessíveis nos estabelecimentos públicos e privados e nas instalações do Metro de Lisboa, onde os elevadores estão sempre desligados ou avariados. Passeios altos, muitos degraus, elevadores estreitos, piso irregular e cheio de buracos e casas de banho por adaptar são problemas que encontro quando saio para centros de lazer, passeios, concertos, bares/cafés, bancos, finanças, entre outros. Enfim, um sem fim de adversidades às quais só escapam os centros comercias.

Anúncios

Uma resposta to “Testemunho de Carina Brandão”

  1. martinho 5 MarçoUTC000 às 141230 #

    Pois isso é o prato do dia, ontem fui fazer um audiograma e os lugares de deficientes estavam a ser ocupados por uma ambulância, ora ela estava no meio de dois estacionamento, e o terceiro, claro que estava ocupado por alguém devidamente. Ora se isso acontece com um serviço comunitário, bombeiros, porque não acontece com a maioria das pessoas que nada fazem senão a olhar para o umbigo delas… Pois isto acontece aqui em Leiria, não é diferente de outros lugares Patricia.
    Força e coragem para alertar e denunciar estes casos. Obrigado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: