Grande Avenida de Lazer e Comércio

22 Abr

Av. Duque D´Avila – Um exemplo acessível a seguir

 

Av Duque de Ávila ANTES e DEPOIS das obras de expansão do metro.

Av. Duque de Ávila ANTES (esquerda) e DEPOIS (direita) das obras de expansão do metro.

Antes das memoráveis obras de expansão da rede metropolitana de Lisboa, a Avenida Duque d´Avila era extremamente condicionada pela intensa circulação automóvel. Ao nível das acessibilidades, esta situação aliada às barreiras físicas aí existentes, como as passagens de peões com desníveis acentuados e os carros estacionados abusivamente no passeio, originavam verdadeiros entraves à livre circulação dos cidadãos com mobilidade reduzida (e não só).

Após decorridos 7 longos anos de obras (como se justifica este largo tempo despendido?!), esta avenida transformou-se numa via de Lazer e Comércio por excelência e…

…um exemplo de acessibilidade a seguir!

DSC04564

Porquê um exemplo a seguir?

Esta grande avenida, que está localizada nas proximidades do Saldanha e que é perpendicular à Av. da República (dois locais de grande afluência de tráfego humano e automóvel!), é constituída por diversos cruzamentos onde as passagens para peões são todas niveladas, ou seja, não têm os famosos desníveis de 2 cm que tão “nossos amigos são” e que só prejudicam as pessoas com mobilidade reduzida.

Imagem2

Para além do nivelamento na passagem para peões, o passeio da avenida é constituído por dois tipos de calçada que diferenciam a passagem para peões do passeio (em substituição do piso táctil), com o intuito de permitir e facilitar a deslocação dos peões com dificuldades visuais. Outra adaptação importante que está nesta via contemplada é a existência de semáforos sonoros que permitem uma travessia segura aos cidadãos com deficiência visual.

Imagem3

Porque é esta uma avenida privilegiada de lazer e comércio?

A avenida é atravessada em toda a sua extensão por uma ciclovia (que percorre os jardins do Arco do Cego e da Gulbenkian), onde se pode andar de bicicleta, patins ou skate como forma de lazer, ou simplesmente onde os utilizadores de cadeiras de rodas ou carrinhos de bebés podem circular “acessivelmente”. Existem ainda por toda a avenida diversas esplanadas, quiosques e bancos de madeira, convidativos a aproveitar o sol e a paisagem circundante.

images (1)transferir (1)DSC04563

 

Venha caminhar, pedalar e/ou desfrutar da acessibilidade que a Avenida Duque d´Avila proporciona a todos os cidadãos com ou sem mobilidade reduzida!

 Reflexão:

Como é exposto no artigo, com as obras de requalificação do Metropolitano de Lisboa foi possível reconstruir uma nova avenida acessível para todos, que satisfaz as normas de acessibilidade previstas na Lei e que permite a mobilidade com liberdade, conforto, segurança (e logo sem medos!) a todos os cidadãos, principalmente àqueles com mobilidade reduzida (permanente ou temporária), aos idosos e aos carrinhos de bebé.

Porque será então que as mais recentes construções e reconstruções não têm em consideração as directrizes de acessibilidade previstas no Decreto-lei nº 163/2006?

 

A Acessibilidade é possível e é “COOL”!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: