Olhar de Norberto Sousa sobre as acessibilidades em Lisboa

1 Out

Foto perfil de Norberto Sousa, a sorrir.

Norberto Sousa aceitou o nosso desafio de responder de forma pertinente a questões relativas às condições de acessibilidade em Lisboa.

Perfil de Norberto Sousa (NS)

Norberto Sousa é licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, inglês-alemão, formador e consultor de acessibilidade web e digital, a instituições como o Museu da Batalha e o Banco de Portugal. Tem um vasto Know-how nas áreas da informática e das tecnologias de apoio, diretrizes de acessibilidade WEB, plataformas de aprendizagem e ambientes virtuais, jogos e software acessível para pessoas com deficiência visual. Colabora no portal Lerparaver, no projeto Dosvox, e, é um dos fundadores do ComAcesso**. É membro do centro de investigação iACT do IPLeiria e colabora com o mesmo na análise de plataformas e conteúdos para o e-Learning; é um dos autores do artigo “Accessible e-learning – practices and research in the Polytechnic Institute of Leiria” apresentado no W3C, e, do “Guia de Produção de Materiais Digitais Acessíveis”, entre outros artigos científicos. Colaborou em vários projetos nacionais e europeus, nomeadamente o EU4ALL. Foi contemplado com o primeiro prémio internacional Onkyo Braille Essay Contest promovido pela EBU, entre outros prémios literários.

De uma forma geral como considera que são as condições de acessibilidade oferecidas pela capital?

NS – Muito más. Excluindo alguns locais, onde são respeitadas algumas normas de acessibilidade, continuamos a encontrar passeios totalmente ocupados por automóveis e por objetos que dificultam a mobilidade de todos; continuamos a construir edifícios/espaços públicos, comerciais e privados sem pensarmos na acessibilidade. Resumindo, continua a haver falta de organização urbana, de fiscalização, de civismo e de sensibilidade.

Quer fazer algum paralelismo em relação ao tipo de condições encontradas na Madeira, sua localidade de origem?

NS – Nas zonas urbanas da Madeira notei uma grande melhoria na acessibilidade dos espaços públicos. Talvez por haver maior proximidade dos autarcas da população e consequentemente uma maior abertura para ouvir as sugestões das pessoas têm sido eliminados alguns pontos com problemas de acessibilidade.

Como residente na Grande Lisboa, quais são as dificuldades pessoais que encontra no seu dia-a-dia, como consequência, directa ou indirecta, das barreiras existentes relativamente à acessibilidade (espaços/serviços/atitudes)? Pode descrever estas dificuldades e barreiras?

NS – As maiores dificuldades são pilaretes colocados indevidamente no meio dos passeios e de passadeiras; automóveis, bocas de incêndio e sinalização, obras não sinalizadas que dificultam ou impedem a passagem nos passeios e por vezes dão mesmo origem a pequenos acidentes; semáforos sem sinal sonoro e muitos outros objetos, como caixotes do lixo, que são colocados em qualquer sítio. Há ainda os buracos provocados pelo estacionamento indevido dos automóveis, caixas de eletricidade, esplanadas sem delimitação e outros objetos com publicidade de espaços comerciais. Sair à rua em Lisboa é uma verdadeira aventura, uma gincana com barreiras novas a cada minuto!

Estas dificuldades condicionam a sua vida diária? Como? Deixa de ir a determinado local, recorrer certos serviços, realizar tarefas ou exercer os seus deveres e direitos de cidadania porque por causa de entraves à acessibilidade (por exemplo, participar nos actos eleitorais)?

NS – Sendo cego, as barreiras que apontei não me impedem de fazer as minhas tarefas diárias, mas limitam a sua realização em plena normalidade e provocam grande instabilidade emocional pois é sempre uma incógnita quando vou magoar-me, sujar-me ou perder-me no trajeto porque tive de fazer algum desvio por causa de uma barreira nova.

Na sua opinião, quais seriam as prioridades a adoptar na cidade de Lisboa ao nível das acessibilidades, nomeadamente em relação às condições oferecidas aos cidadãos cegos ou com baixa visão?

NS – Fiscalizar para eliminar espaços comerciais que eram estacionamento de edifícios e que tiveram como consequência a ocupação dos passeios por automóveis; reorganizar os passeios criando-se espaço exclusivo para passeio e, onde isso fosse possível, espaço para estacionamento; legislar para que a calçada portuguesa fosse utilizada apenas em zonas históricas ou no máximo em redor de edifícios públicos importantes, dado que este tipo de pavimento provoca grande reflexo de luz, provoca acidentes por ser muito escorregadio e por ser muito instável, quer devido à sua irregularidade, quer devido aos buracos que surgem com frequência. Reorganizar o mobiliário urbano e criar condutas de recolha de lixo com pontos fixos para que os passeios sejam sinónimo de verdadeira mobilidade livre e segura.

Assume algum papel interventivo na melhora das condições de acessibilidade em geral, e em particular na cidade de Lisboa?Se sim, qual?

NS – Na área da acessibilidade física, como cidadão ativo, tento informar as autarquias ou outras entidades competentes quando encontro alguma barreira de acessibilidade ou barreiras perigosas. Infelizmente a falta de sensibilidade e de abertura de alguns responsáveis e falta de fiscalização das entidades competentes faz com que os problemas de acessibilidade não sejam resolvidos por mais simples que sejam. E, assim, a inacessibilidade e a falta de civismo em Portugal continua.Na área da acessibilidade digital, sou consultor de acessibilidade Web e digital e tento sensibilizar e incentivar as instituições, empresas e particulares a desenvolverem Sites e produtos digitais acessíveis ao maior número de pessoas.

**www.comacesso.pt

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: